Anticorpos – estrutura e função

O topo da forma Y contém o domínio variável (V), também conhecido como região de ligação ao antígeno do fragmento F(ab).  Essa região se liga de maneira firme e específica a um epítopo de um determinado antígeno.

A base do anticorpo consiste em domínios constantes (C) e forma a região cristalizável do fragmento (Fc). Esta região é importante para a função do anticorpo durante uma resposta imune. Além disso, marcadores e enzimas podem ser ligados covalentemente a anticorpos na porção Fc do anticorpo para visualização experimental.

As cadeias leves de um anticorpo podem ser classificadas como do tipo kappa (κ) ou lambda (λ) com base em pequenas diferenças na sequência polipeptídica.O tipo de cadeia pesada determina a classe geral ou isótipo de cada anticorpo.

Nos mamíferos, os anticorpos são divididos em cinco isotipos:IgG, IgM, IgA, IgD e IgE. Cada isótipo possui uma estrutura exclusiva. Os isotipos variam com base no número de unidades Y e no tipo de cadeia pesada. Eles também diferem em suas propriedades biológicas, locais funcionais e capacidade de lidar com diferentes antígenos.

Fonte: Texto e imagem de Abcam Training Course – Antibody basics training

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s